A origem da Esquina


Foi num bairro, mais concretamente em 2009, que surgiu a primeira Tasca. Num cruzamento, num ponto de encontro, uma esquina. O bairro define-se pela cultura, um bairro tipicamente lisboeta, onde a portugalidade corre nas ruas. O movimento é constante, a alegria produto do contagio e a hospitalidade está em todo o lado. A história apelidou-o de burguês. Com um coração de ouro, a Tasca da Esquina nasceu em campo de Ourique. Tudo começou porque a criatividade existe, mas não como um ato singular. Começa na casualidade e cresce através da experiência, fluindo em três mentes brilhantes. Vitor Sobral o mentor, principal responsável pela reinvenção da gastronomia portuguesa, durante as múltiplas viagens que fez, apaixonou-se pela lusofonia. Hoje, a gastronomia lusófona é um reflexo de tudo aquilo que faz. Com ele está Luís Espadana. Nas suas raízes trás as vivências do avô, as caminhadas pelas serras, os períodos de caça e o contacto direto com a natureza. Um às no tempero, um dominador de armas a alta temperatura, os tachos. Juntos há 19 anos, entre eles, a união é digna de uma família feliz. A procriação faz parte e as esquinas continuam multiplicar-se pelo mundo fora.

Vítor Sobral

O chef Vitor Sobral é a grande referência da gastronomia portuguesa. Conhecido pela sua forma única de interpretar e modernizar pratos tradicionais portugueses, é mestre a conservar temperos e sabores tipicamente nossos. Nascido em 1967, na margem sul do rio Tejo, Vítor Sobral enraíza a sua matriz de sabores nos paladares do litoral alentejano. O seu percurso levou-o aos restaurantes mais conhecidos, tendo hoje as suas próprias Esquinas pelo mundo. Pelo reconhecimento dos seus esforços, dom e talento, Vítor Sobral recebeu, entre muitos outros reconhecimentos, o grau de comendador da Ordem do Infante D. Henrique, em 2006.

Luís Espadana

Luís Espadana é um dos criadores do conceito das “Esquinas”, tendo uma vasta experiência como cozinheiro e food stylist. Desde muito novo criou uma relação com a natureza. Desde cedo tentava perceber e identificar o significado das ervas, dos seus aromas e utilização. A curiosidade levou-o a prosseguir os estudos e formação em culinária. Findo o período de aprendizagem, a sorte bateu-lhe á porta e começou a estagiar num dos restaurantes onde se encontrava Vitor Sobral. Continuaram juntos, permitindo que a experiência os fizesse brilhar enquanto equipa. 

Valmir Santos

Em 2011, foi convidado por Edrey Momo - sócio do chef Vítor Sobral - para fazer parte da Tasca da Esquina. Valmir participou da expansão das Esquinas, trabalhando sempre ao lado de seu mentor Luis Espadana. Em parceria com a importadora Grand Cru, o agora chef Valmir está no comando da cozinha da Tasquinha da Esquina.